11 junho 2019

Visita de Estudo



Visita de Estudo ao Palácio Beau Séjour

O Clube de Leitura "Letra Viva" organizou uma visita de estudo ao Palácio Beau Séjour - Gabinete de Estudos Olisiponenses, no dia 3 de junho. Este Palácio  fica mesmo ao pé da nossa escola e muitas pessoas da zona ainda o conhecem por Quinta das Campainhas.

Pelas 14 horas reunimo-nos na biblioteca e seguimos a pé até ao nosso destino.

Fomos recebidos pela guia que nos contou a história do palácio e do parque desde a sua construção até aos dias de hoje. Foi mandado construir pela Viscondessa da Regaleira em 1849  e  hoje, é lá que funciona o Gabinete de Estudos Olisiponenses da CML.

A partir de uma fotografia que está colocada num painel, situado no parque, os alunos ficaram a conhecer alguns aspetos relacionados com a vida deste palácio. E foi, precisamente, no parque/jardim que a curiosidade dos alunos começou, viajando até ao fim do século XIX para conhecer um espaço tão diferente daquele que hoje conhecem tão bem e perceber como foi o crescimento urbano da zona.  Puderam ver, os campos de cultivo que se estendiam atrás do palácio, o caminho de ferro e o comboio a vapor, em frente, que ligava o centro da cidade de Lisboa à vila de Sintra e a serra de Monsanto ainda sem árvores.

No parque, a guia convidou-nos a  observar as árvores que, num dia de calor, nos presentearam com a sua sombra: uma sequóia, uma araucária, uma árvore da borracha, uma crista de galo, um jacarandá ... e contou-nos pormenores interessantes à cerca de cada uma. Além de sentirmos o fresco,  imaginámos como seria a vida das pessoas que lá viveram, as visitas que chegavam de charrette para descansar, pelos menos uma noite, durante o "longo" caminho que tinham de percorrer entre o centro da cidade e a vila de Sintra, os passeios ao pé do lago com as suas pontes levadiças.  

Depois visitamos o interior o palácio: a sala de música, a sala de estar com uma pintura de Columbano Bordalo Pinheiro em trompe  l´oeil  no teto, razão pela qual esta pequena jóia arquitetónica não foi ainda demolida. Vimos também a sala de jantar, um painel de escultura/cerâmica de Rafael Bordalo Pinheiro, um candeeiro a gás, no teto, o jardim de inverno e nalgumas paredes que hoje estão pintadas de branco existiram pinturas de Columbano Bordalo Pinheiro que foram vendidas pelos antigos proprietários. Ficamos a conhecer que os serviços municipais  funcionam no palácio e que tem uma Biblioteca onde se pode estudar.

Depois houve um piquenique com direito a bolo de chocolate e tudo, fizemos jogos, ouvimos música... 

Faz-nos bem sair da escola e aprender coisas novas e de forma diferente!!!







a visita ao jardim 




A observar a pintura de Columbano Bordalo Pinheiro "Tromp l'oeil"

Candeeiro a gás no teto da sala

Cerâmica de Rafael Bordalo Pinheiro

Jardim de inverno






Gabinete de Estudos Olisiponenses



O Piquenique



18 maio 2019

Oferta de livros

A Associação de Pais  e Encarregados de Educação e alguns pais reconhecem cada vez mais a importância da leitura e da Biblioteca no percurso escolar dos nossos alunos, por isso ,oferecem livros à biblioteca que vão enriquecendo e atualizando o fundo documental
Para a  equipa da Biblioteca é um prazer cada vez que nos fazem chegar livros novos ou em bom estado de conservação, podermos disponibilizá-los após o tratamento documental, aos nossos leitores. 
Boas Leituras!!!

15 maio 2019

Ler para mim Ler para ti

Ler para mim Ler para ti

Esta atividade começou no dia 6 de maio, sendo o horário elaborado e apresentado ao professores do 1.º ciclo (4.º ano) e aos professores da Delfim Santos.  
Nesta 2.ª feira, dia 6 de maio tivemos a visita  de duas turmas do 4.º ano da Escola das Laranjeiras e três turmas também do 4.º ano, da Escola António Nobre.  A receber  estes alunos  estavam o 5.º D, o 7.º E o 5.º E e o 6.º B e os professores. Esta atividade é constituída por duas partes,  a primeira "ler para mim ler para ti" decorre na biblioteca e a segunda é uma visita à escola acompanhada pelos alunos mais velhos.  

O local de encontro é, sempre, na biblioteca.

Os alunos do 4.º Ano, num gesto de simpatia para com os colegas mais velhos, ofereceram-lhes construções em origami e marcadores de livros. Os alunos da Delfim Santos com a ajuda dos professores organizaram pequenos grupos e fizeram uma visita guiada à escola aos novos alunos. Ao longo desta visita houve tempo para esclarecer as dúvidas, anseios, dar informações sobre os espaços da escola, percorrendo os pátios, os campos de jogos, o ginásio, o refeitório, os blocos de aulas e quando foi possível entram em algumas salas específicas como as salas de Ciências ou EV. 
São as "dicas" que os mais velhos acham por bem transmitir aos alunos mais novos. 
É um prazer escutá-los nas suas conversas, porque partilham o que  é realmente importante para eles.
Dia 15 de maio recebemos mais duas turmas do 4.º ano da Escola das Laranjeiras e 2 turmas da Escola Frei Luís de Sousa e a atividade repetiu-se com a partilha de leitura e a visita à escola. Para os receber tivemos o 6.º C e o 6.º D e o 8.ºC.
Este ano além das nove turmas do 4.º ano do nosso agrupamento, ainda  recebemos os alunos das escolas privadas das imediações da nossa escola (Externato Fernão Mendes Pinto, CEBE e Externato Vera Cruz), pois estes alunos irão frequentar a Delfim Santos no próximo ano letivo.
Esta atividade já é realizada há alguns anos e continua a pensar-se que é importante por ser o primeiro contacto dos alunos do 4.º ano com a sua nova  escola, a Escola Prof. Delfim Santos. 
Queremos que os alunos se sintam felizes e bem recebidos e que rapidamente se integrem na vida da nossa escola e que visitem muito a biblioteca!!!


04 maio 2019

Mês da Leitura nas Laranjeiras

Durante o mês de abril os alunos do 3.º ano da professora Carla Teles desenvolveram um trabalho cujo objetivo foi sensibilizar e motivar a comunidade escolar para a importância da leitura.
Deste modo, na sala de aula foram nascendo pequenos seres que vivem da leitura! Estes seres estão sempre a ler, são mesmo inseparáveis dos livros e têm um ar muito feliz e divertido! São os novos leitores das Laranjeiras e encheram a biblioteca, os corredores e o hall  da escola.

A leitura tem mesmo muitos poderes  faz-nos muito felizes e mais divertidos!
Vamos todos ler mais?

25 abril 2019

45 anos do 25 de abril

No dia 24 de abril a biblioteca comemorou os 45 anos do 25 de abril com uma palestra que teve como convidado o Sr.Coronel Manuel Lopes Dias, presidente da Associação dos Deficientes das Forças Armadas.  A professora Sara Roque, autora do livro «Os silêncios da Guerra Colonial» foi quem estabeleceu o contacto com o nosso convidado. 
A Professora Sara Roque apresentou o convidado, destacando, especialmente, os momentos relacionados com a Guerra Colonial, na qual, o Coronel Lopes Dias, participou e falou do livro e da motivação que a levou a investigar este tema. E, foi de uma forma intimista que começou a prender a atenção dos alunos das 3 turmas do 6.º ano que foram convidadas a participar  nesta comemoração.
O Coronel Lopes Dias tem um deficiência, ficou cego na Guerra Colonial e conversou  sobre esses tempos de guerra. 
Falou-se do regime de Salazar que obrigava todos os rapazes de 20 anos a ir para a Guerra Colonial defender as «Províncias Ultramarinas», de acordo com a ideologia do regime, era  assim que se chamava  a esses territórios e Portugal estendia-se do Minho a Timor. 

Ao longo da conversa,  os alunos, sempre atentos, ouviram  o que era viver num país onde não havia liberdade  e que mantinha uma guerra colonial  em Angola, em Moçambique e na Guiné, da qual não se falava e pouco se sabia, porque havia censura e que obrigava todos os jovens a ir para a guerra. 

Falou-se também dos objetivos do 25 de abril, os 3D, Descolonização, Democracia e o Desenvolvimento. A descolonização foi um dos primeiros objetivos a ser cumpridos porque Portugal já tinha enviado para as colónias 1milhão e 200.000 rapazes na flor da idade, dos quais morreram 10.000 e regressaram a Portugal 35.000 estropiados fisicamente. 
O 25 de Abril  pôs fim  a esta guerra que destruiu uma geração de jovens.

No final, as perguntas dos alunos mostraram que tinham preparado o tema nas aulas e que estiveram com muita atenção ao longo da conversa. Mas, o Coronel Lopes Dias respondeu a todas as perguntas, mesmo àquelas mais difíceis e pessoais, deixando transparecer sempre uma mensagem de esperança, mesmo quando as condições são mais adversas, alertando os meninos e meninas que a paz  e a liberdade são valores essenciais em qualquer sociedade e que temos de os saber preservar.
Foi desta forma que, este ano, a biblioteca comemorou o dia 25 de Abril, com emoção e esperança de que a Liberdade e a Paz são fundamentais na vida de todas as pessoas.












19 abril 2019

Mês da Leitura

Ponto de Leitura na BE das Laranjeiras
Durante o mês de março foram realizadas muitas leituras.No
dia 28, os 4ºanos da Escola das Laranjeiras vieram à biblioteca e partilharam leituras escolhidas pelos alunos e pelos professores, leituras que encantaram quem os ouviu. 
A turma da professora Fernanda Matos apresentou um power point com desenhos feitos pelos alunos que ilustraram a leitura do texto do livro "O pássaro da Alma". As restantes turmas apresentaram dramatizações e leituras muito interessantes, deste e doutros livros. Foram momentos muito gratificantes, em que podemos observar os nossos alunos a ler em público, em que algum receio é ultrapassado com o apoio dos professores o que os torna mais confiantes para se exporem em público.
Esta atividade de leitura, é uma atividade preparatória de "Ler para Mim Ler para Ti"   que irá acontecer em maio na Escola Prof. Delfim Santos e que se vem repetindo há vários anos. Um dos objetivos é iniciar o processo de transição / integração dos novos alunos,sendo organizada pela equipa da BE e pelos professores dos 4ºanos.

Ainda vamos poder presenciar muitas leituras este ano!!!